Posts Tagged ‘crônica’

Histórias para a vida

Posted: 28th outubro 2015 by Denys Presman in Crônicas
Tags: , , , ,

Tweet Gosto de histórias de amor. Gosto de histórias. E talvez a que conta como a gente conheceu o grande amor seja o maior patrimônio dos apaixonados. Aquela que se repetirá por anos e anos até culminar no “papai, mamãe, como vocês se conheceram?” Esta é a que vale. É a que fica. É o […]

Ferrugem

Posted: 1st maio 2015 by Denys Presman in Crônicas
Tags:

Tweet   A culpa não era do Ferrugem. Mas alguém avisou a polícia, e sabe como é. Negro e ruivo não é um tipo muito comum. Ele ainda tentou se explicar. Não teve conversa. Todo mundo pra delegacia. O delegado, um tipão clássico, juntou uma plateia e foi “direto” ao ponto. – Você deve estar […]

A burocracia do beijo

Posted: 9th fevereiro 2011 by Denys Presman in Crônicas
Tags: , , , ,

Tweet É, beijos, tenho que falar de beijos…. beijos, beijos, beijos, beijos, beijos, beijos. Beijos complicados, burocráticos. Isso me lembra uma história. Era uma praça. Pessoas passavam, pombos voavam, os passarinhos cantavam e lá no fundo… no fundo… um banco, eu e uma moça. – Querida, já é terceira vez que a gente saí junto. […]

A bela morena de olhos verdes

Posted: 16th janeiro 2011 by Denys Presman in Crônicas
Tags: , , , ,

Tweet A bela morena de olhos verdes, aquela que circula pelo Pilotis da PUC espalhando sorrisos e deixando a todos, inclusive o próprio  Kennedy, boquiabertos, veio em minha direção.  Parou  na minha frente e me dirigindo à palavra  (sim, é verdade, falou comigo. Fiquei tremulo.), com um toque de sensualidade e tom de imposição ,  […]

Anos depois: a mesma morena de olhos verdes

Posted: 16th janeiro 2011 by Denys Presman in Crônicas
Tags: , , , , , ,

Tweet Sim, é verdade. Sou um bobo. E os bobos estão sempre mais sujeitos as casualidades. Pois eis que, hoje, andando pelo centro do Rio, me esbarro logo com quem? Com ela novamente. A tal morena de olhos verdes. Aquela que deixava todo mundo louco e de boca aberta. Ela vinha andando distraída, como se […]

Tweet Ao terminar mais um Fla-Flu, torcedores dos dois times se encontram num boteco nas redondezas do Maracanã. No meio de tanta gente sobressai um  rubro-negro aos prantos. Nisso, um curioso torcedor do Fluminense, que não entende o motivo do choro pois o Flamengo  havia ganho a partida, pergunta ao flamenguista que acompanhava o chorão. […]

Tweet Morreu sentado, o olhar sem brilho encarava o nada. Já não havia ninguém ali. Silêncio. Vácuo. – Onde estou? Ei… Onde estou? Me Responda. Me responda.. (Choro. Lágrimas.) – Calma gente. Eu estou aqui. Eu estou bem. Não é preciso tristeza. Eu estou vivo  aqui. Foi de madrugada, nem percebeu, não sentiu nada. Nada.  […]

Quem é a visita?

Posted: 24th dezembro 2010 by Denys Presman in Crônicas
Tags: , ,

Tweet Trim-trim. E o dono da casa vai atender a porta. – Oi. – Oi. (desconfiado) Quem é você? – Eu sou aquele que veio… – Aquele que veio da onde? – Eu sou aquele que veio… – Aquele que veio fazer o quê? – Eu sou aquele que veio lhe trazer um presente de […]

Motivações

Posted: 16th dezembro 2010 by Denys Presman in Crônicas
Tags: , , , , ,

Tweet Era uma menina linda ali sentada. Sua beleza era tamanha que até  deprimia. Um homem normal, mortal, nem bonito nem feio, jamais pensaria em ter alguém como ela. Mas por via das dúvidas, não havia porque eu não puxar assunto.   –         Oi, tudo bem? Machucou o que? –         A coxa. Acho que distendi […]

Sobre a escrita

Posted: 14th dezembro 2010 by Denys Presman in Crônicas, Poesia
Tags: , , , , , , , , ,

Tweet Deus criou o mundo, o universo, o homem. Um faz-de-contas tão bem elaborado que apenas artistas conseguem recriar. O escritor, um caso a parte, não contesta o mundo, não contesta Deus, ele apenas se diverte. Escreve, inventa e conta. O que fez Deus? Uma coisa maior. Inventou o sentir, basicamente na figura do amar […]